Vertentes do Budismo (Vajrayana / Zen / Mahayana / Hinaiana / Reiyukai)

O Budismo pode ser considerado como uma religião assim como pode ser considerado como uma filosofia que tem por base os ensinamentos de Buda. Assim aqueles que desejam seguir o budismo devem se mirar nos exemplos dados por Buda e moldar o seu estilo de vida de acordo com os seus ensinamentos.

Dentro do Budismo existem vertentes que se diferenciam por suas práticas e a forma de interpretar os conhecimentos de Buda. A seguir vamos explicar um pouco mais sobre algumas das vertentes do Budismo: Vajrayana, Zen, Mahayana, Hinaiana e Reiyukai.

Budismo Vajrayana ou Budismo Tibetano

A principal característica do Budismo Tibetano chamado de budismo Vajrayana (veículo do diamante) é o fato de se valer de complexos rituais em que são realizadas leituras dos chamados Saddhanas que são os textos litúrgicos do budismo. Dentre as tradições que estão ligadas a essa vertente budista estão também algumas práticas de meditação.

Observa-se ainda grande ligação dessa vertente com a arte contando com pinturas e esculturas bastante detalhadas e ornamentadas. Podendo ser conhecido ainda pelo nome de lamaísmo conta com uma relação interessante entre os alunos e lamas. Ressaltamos que não existe uma organização do Budismo e nem dessa vertente como sendo uma instituição, contudo, possui a figura de principal destaque em Buda.

Os Lamas

Os lamas, responsáveis pela denominação de lamaísmo para essa vertente, são os mestres ou os superiores na organização desse budismo sendo então os responsáveis pela transmissão de conhecimento para os alunos. Podemos dizer que existe uma hierarquia dentro dessa vertente. Assim como outras formas de religião a vertente Vajrayana do Budismo apresenta duas formas, a doutrinal e a popular. 

Budismo Zen

Provavelmente você já ouviu falar em zen-budismo, no Brasil existem algumas comunidades desse segmento de budismo bastante organizadas. A denominação Zen é o nome atribuído a uma filosofia japonesa (Ch’na) que teve sua origem na China por volta do século VII tendo sido levada então para a terra do sol nascente. Existe uma associação do zen-budismo com a vertente budista conhecida como mahayana. A base dessa vertente está no chamado zazen que seria em tradução livre meditar sentado.

Uma forma de meditar em que se permanece um bom tempo em contemplação de maneira a estabelecer uma espécie de observação do que se passa na própria mente. Uma vertente que passou por grande influência do Taoismo em que se busca ter uma vida harmônica com a ideia que se tem de Tao. Para os principais estudiosos dessa vertente do budismo ela seria uma combinação dos preceitos das duas filosofias.

Soto e Rizai – As Duas Vertentes do Zen-Budismo

O chamado zen-budismo possui duas vertentes, a chamada Soto é aquela em que se enfatiza a meditação feita no silêncio enquanto que a Rinzai é voltada para os Koans que são os enigmas. O budismo zen é o que tem mais expressividade no mundo ocidental. 

Budismo Mahayana

Não se sabe muito a respeito da vertente Mahayana (grande veículo) dentro do Budismo, o que se pode dizer com certeza é que a sua língua canônica é o sânscrito e que sua prática é mais arraigada em países como Vietnã, China, Coreia, Nepal, Tibete, Japão e Nepal. Embora não seja tão firme como outras vertentes a Mahayana conseguiu fazer uma combinação de diferentes ideias que estão contidas nos ensinamentos de diferentes segmentos do budismo.

Uma das características mais interessantes dessa vertente é o seu caráter inclusivo que permite que novos sutras sejam adicionados. Esses sutras recebem o nome de sutras maaianas. Para os maaianas não existe a necessidade de se estabelecer se Buda é eterno ou somente teve uma vida muito longa. Existem outras questões que permanecem em aberto para aqueles que seguem essa vertente do budismo.

As Diferentes Classificações do Mahayana

Podendo ser grafado como Maaiana, Mahayana ou Magnaiana tem como livre tradução a expressão “caminho para muitos”. O termo dentro do budismo pode ser classificado de três formas diferentes que são tradição, filosofia ou então caminho prático. 

Budismo Hinaiana

A vertente Hinaiana seria o contraste da vertente Mahayana enquanto a última significa grande veículo a primeira significa veículo com defeito ou veículo inferior. Contudo, embora haja esse extremo em suas denominações são poucas as características que verdadeiramente os separam. Em comum as duas vertentes possuem o mesmo Vinaya e tem como expressamente proibidas as cinco mesmas transgressões. Também creem nas mesmas quatro nobres verdades.

A diferença entre as duas vertentes se encontram nos sutras maaianas que citamos acima, os sutras que são adicionados por aqueles que seguem essa vertente. Sendo assim a diferença entre as duas vertentes está na aceitação e crença desses sutras que são adicionados posteriormente. Esse termo, Hinaiana, já foi bastante empregado ao longo da história como uma forma de denominação do sistema de budismo mais antigo.

Hinaiana Seguindo para a Iluminação

Embora o significado da palavra Hinaiana tenha ligação com uma ideia de algo inferior o objetivo daqueles que seguem essa vertente é chegar a iluminação. Ressaltamos ainda que existem diferenças das traduções desse termo em diferentes línguas sendo que para alguns povos significa veículo inferior e para outros apenas veículo menor. 

Budismo Reiyukai

A prática conhecida pelo nome de Reiyukai tem como objetivo auxiliar as pessoas a conseguirem encontrar formas de resolver os seus próprios problemas por meio de autoconhecimento. Bastante difundida no Japão, onde teve a sua origem, uma das bases do Reiyukai é rezar para os antepassados que já se foram.

O fundador dessa vertente foi o Sr. Kakutaro Kubo que quando percebeu que o Japão havia sido devastado pelo terremoto de 1923 entendeu que a população precisava assumir uma postura mais combativa. Com as ideias que a Reiyukai espalhava o Japão adquiriu nova força para se levantar.

Reiyukai – Responsabilidade Pelo Próprio Destino

Uma das ideias principais dessa corrente é que cada um é responsável pela condução de seu próprio destino de maneira que precisa tomar a frente em busca de melhorar o que não está bom. Mesmo com o falecimento de Kubo em 1944 a vertente do Reiyukai teve espetacular crescimento. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Religiões

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.