Satanismo

A religião é um assunto de extrema importância, já que o mundo é, em sua essência, bastante religioso. Isso porque existem mais de 3 mil delas em atividade no planeta atualmente. E, deste vasto campo religioso, três religiões se destacam: Cristianismo, Islamismo e Hinduísmo.

Dessas três religiões, o Cristianismo é o que mais está em evidência no mundo.  Sendo a maior de todas, com aproximados 2,2 bilhões de fieis, algo em torno de 30% da população mundial, esse montante está divido em suas vertentes, cujas as principais são o catolicismo, o protestantismo e a Igreja Ortodoxa, sendo o catolicismo a primeira vertente cristã a surgir e, por consequência, é a mais conhecida, tendo sede no Vaticano.

O Cristianismo se baseia no sistema monoteísta, ou seja, na presença de apenas um Deus, que é pai de Jesus Cristo que, para os cristãos, foi o messias salvador que tanto falou os profetas que vieram antes dele.

Entretanto, existem outras seitas como o satanismo que é considerado, por muitas pessoas, como sendo uma crença maléfica. E é esse o assunto do nosso artigo de hoje. Aqui, você vai conhecer um pouco mais sobre a doutrina satânica, bem como algumas informações sobre a prática da seita. Vamos lá?

A Definição do Satanismo

Segundo definições, o satanismo são várias correntes ideológicas e filosóficas, de ordem social. À seita, são atribuídas os cultos e venerações ao personagem Satanás – sendo esse o mais comum- ou a outros personagens que tenham caráter de rebeldia, como Prometeu.

É preciso dizer que existem várias correntes satanistas em operação pelo mundo, inclusive, entre aqueles que se consideram satanistas teístas e aqueles que são satanistas ateístas. A diferença entre eles é a que os teístas veem Satanás como uma entidade. Já os ateístas o enxergam no orgulho, ambição e liberdade pessoal. 

Os dados do surgimento do satanismo não são corretos, mas acredita-se que os rituais dedicados a Seth, deus egípcio, Prometeu, o titã, por exemplo, possam ter sido os pioneiros ao culto satânico.

Na visão dos cristãos e dos islâmicos, Satanás, também conhecido por Lúcifer, é o inimigo de Deus e dos anjos, fazendo com que muitos adeptos das duas religiões condenem a prática de adoração à entidade satânica. Pela cultura cristã, Satanás era um competidor que tinha inveja dos seres humanos, ou até mesmo um anjo que caiu do céu por conta de divergências entre ele e Deus, fazendo com que o mesmo esteja no submundo do inferno, buscando almas, geralmente, aquelas que não se arrependiam de seus pecados perante Deus.

Foi após a onda do Iluminismo que o Satanismo começou a ganhar contornos românticos, com o lançamento de livros por autores satanistas que o colocava em atos heroicos. Foi ai que a história satanista começou a ser desenhada fora da mentalidade cristã.

A palavra Satanismo, em hebraico, tem como significado “adversário; aquele que planeja contra o próximo”, o que explica muito bem a sua utilização pelos cristãos e islâmicos. Tal termo teve origem com os judeus, sendo adotado pelos adeptos do cristianismo e islamismo, sendo que o termo era usado pelas religiões que seguiam os fundamentos de Abraão para condenar as práticas de religiões que, segundo elas, eram contra o Deus de Abraão. 

Dois Lados do Satanismo

Embora sejam pouco conhecido, o Satanismo tem dois lados diferentes, que podem ser chamados de vertentes: o Satanismo de LaVey e o Satanismo Teísta. Veja, a seguir, a diferença entre eles.

Satanismo de LaVey

O Satanismo de LaVey tem esse nome por conta de uma filosofia fundada no ano de 1966 por Anton Szandor LaVey. Os ensinamentos pregados por essa filosofia ditam que o individualismo a regra do “olho por olho” e o hedonismo devem prevalecer. Satanás é descrito por essa filosofia como sendo um estado natural inerente ao homem, sendo que o grupo é uma seita que não tem qualquer ligação com nenhuma outra doutrina, podendo os seus membros viver a vida plena com responsabilidade, ser simpático com os amigos e, de quebra, poder partir ao ataque a quem é considerado o seu inimigo. O uso de magia é aceito nos rituais. 

Satanismo Teísta

O satanismo teísta se difere do satanismo de LaVey por considerarem a existência de deuses e demônios, mas como sendo parte da inteligência do ser humano, e não como uma divindade. Por isso, nunca há adoração ou veneração realizadas para esses seres. Eles têm como função ser parte da evolução do ser que o invoca.

O Satanismo Antigamente

Nos séculos posteriores ao nascimento de Jesus Cristo, é fato que a Igreja Cristã Católica cresceu e muito, sendo adotada em quase toda a Europa. É natural pensar então que, práticas consideradas contra a religião – no caso, o culto do satanismo- eram estritamente proibidas pela Igreja. Apesar da proibição, o culto satânico era muito difundido, principalmente, nas cortes da Europa, onde a Igreja Católica gozava de plena autoridade para com os reis e o povo. 

Um dos locais mais lucrativos para se comercializarem artefatos relacionados ao satanismo era a França, onde o comércio era controlado por uma verdadeira máfia, na qual faziam parte até mesmo pessoas da alta classe social de Paris. Todavia, tal máfia foi desmembrada por autoridades da cidade.

As autoridades começaram a desconfiar das atividades de um notório satanista que era morador de Paris, mas não tinha uma pista concreta sobre quais eram as suas pretensões. Um dia, porém, uma cartomante foi presa e, com ela, foram encontrados, além dos materiais que as cartomantes comumente usavam , alguns objetos que eram próprios para rituais satânicos.

O Satanismo hoje é descrito como uma doutrina de ordem filosófica, que prega a liberdade individual dos homens. Tais preceitos também existiam na época da alta influência católica no mundo. Quando viu as propostas liberais do Satanismo, a Igreja a condenou severamente, relacionando-os com o culto ao diabo e a prática de atos que iriam de contramão com os dogmas católicos.  Tal medida surtiu efeito e, até hoje, o satanismo é condenado pela Igreja Cristã e por outras doutrinas religiosas mundo afora. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.