Santo Alberto Magno

O nome de Santo Alberto Magno entrou para a história por sua inteligência e grande dedicação a filosofia. Especialistas na área creditam ao frade e bispo alemão o título de maior filósofo da Idade Média. Nascido na cidade de Lauingen (Baviera) no ano de 1206 é considerado o douto mestre da teologia sendo que por seu arcabouço de conhecimentos foi obrigado a lecionar em praça pública em Paris, praça que leva seu nome.

Biografia de Santo Alberto Magno

Com apenas 16 anos, Alberto Magno, foi levado por um tio a Pádua na Itália para que completasse os seus estudos. Foi nessa cidade que ele conheceu o bem-aventurado Jordão da Saxônia – que sucedeu São Domingos a frente da Ordem dos Pregadores – personagem importante pelo direcionamento de Alberto para a vida religiosa. No ano de 1229 Alberto Magno já era frade e foi enviado para Colônia com o objetivo de lecionar na escola mais relevante da ordem.

O seu grande interesse pelo conhecimento de modo geral destacou esse frade dos demais. Estudando vertentes dos mais variados segmentos Alberto se tornou conhecedor das ciências especulativas e naturais. Sua vocação para os estudos nunca se contrapôs a sua vocação eclesiástica ou ao seu desejo de ter uma vida santa. Inclusive o frade rezava constantemente para a que busca por conhecimento não interferisse na sua forma de entender de seguir por seu caminho santo.

O Mestre Alberto Magno

Enquanto estava vivo Alberto era conhecida como doctor universalis doctor expertus, quando se tornou idoso sua alcunha passou a ser de ‘Magno’ (O Grande). A construção da carreira como mestre teve início em várias escolas da Alemanha. Foi no ano de 1241 que passou a lecionar na Universidade de Paris. Nomes proeminentes da história foram alunos dele, como S. Tomás de Aquino. Como citamos no início suas aulas tinham tanta qualidade que passaram a ser ministradas numa praça para que mais alunos pudessem assisti-las.

Outras Funções Religiosas

Santo Alberto Magno também foi provincial dos dominicanos da Alemanha, bispo de Regensburg durante dois anos e bispo da Baviera. Uma das principais marcas deixadas por ele na história foi propor uma junção de fé e razão. Sendo um homem religioso e um estudioso nato, Alberto, dizia que o conhecimento assim como a fé provinham do mesmo Deus, então ambos deveriam caminhar de mãos dadas.

Santo Alberto Magno, Cientista

Por mais curioso que possa parecer esse homem religioso também enveredou pelo campo das ciências naturais. Dentre as áreas de interesse e nas quais atuou estão física, psicologia, biologia, metafísica entre outras. Foi um renomado naturalista tendo sido o autor da obra ‘De Mineralibus’. Na sua lista de feitos estão ter preparado potassa cáustica e ter descrito a composição química do sulfureto de mercúrio (cinabre), óxido de chumbo (mínio) e óxido de zinco (cesurita).

Simplicidade

Um traço de personalidade marcante de Santo Alberto Magno era a simplicidade que gostava em sua vida. Para se ter uma ideia num certo momento da vida ele fez um grande trajeto pela Alemanha a pé e se alimentando por meio de esmolas e dormindo onde lhe cediam leito. Mesmo com esse perfil acabou sendo indicado pelo Papa para ser Bispo de Ratisbona, não podendo recusar se tornou um bispo que não tinha ouro no seu cofre e nem vinho na sua despensa.

Após dois anos nessa função de bispo ele solicitou e obteve a sua exoneração do cargo podendo então voltar a ter uma vida simples no convento de Würzburg. Tornou a lecionar em Colônia, dar aulas era uma das grandes alegrias de sua vida. Sendo um grande admirador de Aristóteles reconhecia o valor do seu trabalho filosófico e dizia que apenas se contrapunha a negação da fé por parte dele.

Títulos

Foi ano de 1622 que o Papa Gregório XV nomeou Santo Alberto Magno beato. Em 1931 ele foi canonizado e se tornou Doutor da Igreja. Em 1941 se tornou o santo padroeiro dos cientistas tendo como data o dia 15 de novembro.

Falecimento

Em 1278 a saúde de Santo Alberto Magno passou a se mostrar frágil culminando em seu falecimento em 15 de novembro de 1280 num convento dominicano de Colônia.

Curiosidades

O nome de Alberto de Magno é citado diversas vezes na obra ‘Divina Comédia’ de Dante Alighiere sendo ele junto com S. Tomás de Aquino grande mestre e amante da sabedoria. O religioso ainda é citado na obra de Mary Shelley, ‘Frankenstein’. As obras dele tiveram influência sobre o personagem Victor Frankenstein.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Santos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.