Santa Joana d’Arc

A figura de Joana d’Arc é uma das mais fortes na história da França, pois se trata da donzela camponesa escolhida por Deus para fazer frente a um príncipe fraco que apenas subjugava o povo. Além de ter sido uma guerreira importante e de grande destaque no cenário militar, Joana, foi beatificada como santa pela Igreja Católica. Conheça mais sobre a história da santa Joana d’Arc.

O Contexto Histórico

Historicamente é possível encontrar referências a Joana d’Arc como a “donzela de Orléans” ou ainda como “a ruiva”. A heroína francesa da Guerra dos Cem Anos se tornou padroeira da França devido aos seus feitos importantes para a nação. Ocupou a posição de chefe militar durante a guerra contra os Borguinhões (partido de João, Duque de Borgonha também chamado de João Sem Medo) que nessa disputa estavam combatendo ao lado dos ingleses.

Joana estava do lado dos Armagnacs que era o partido a favor de Luís, Duque d’Orléans. O início da Guerra dos Cem Anos se deu em 23 de novembro de 1407 quando João Sem Medo mandou assassinar o Duque d’Orléans. Nessa época a França já estava numa guerra contra a Inglaterra e seu povo passou a sofrer ainda mais com a guerra civil instaurada dentro do país.

Mas, Afinal Quem Foi Joana d’Arc?

Os retratos que vemos de Joana d’Arc mostram uma mulher forte e impetuosa, dificilmente quem não conhece sua história não se surpreende ao descobrir que na verdade ela era uma simples camponesa, analfabeta e de família humilde. Isso reforça a crença dos católicos de que Joana foi escolhida por Deus para liderar o povo francês nesse difícil momento da história tal qual aconteceu com Moisés que foi escolhido para liderar os hebreus em sua libertação da escravidão no Egito. 

A canonização de Joana d’Arc aconteceu no ano de 1920, cinco séculos depois de sua trágica morte queimada viva como bruxa. Na época da guerra Joana era uma líder importante para os contrários a João Sem Medo e dessa forma foi empreendida intensa perseguição a ela. Para que pudessem executá-la, livrando-se assim de sua influência sobre o povo insuflado, foi promovida a ideia de que ela era uma bruxa e que por isso deveria ser queimada viva na fogueira da inquisição.

A Figura de Joana d’Arc como Heroína

Na época de sua vida e morte, Joana, não recebeu o reconhecimento que lhe era devido por seus atos heroicos, contudo, a história que transcorreu na França se incumbiu de despertar o sentimento nacionalista dos franceses que passaram a se lembrar dessa heroína. O historiador Jules Michelet foi um dos primeiros a fazer a recuperação da figura de Joana como eterna heroína da França.

A derrota francesa diante da poderosa Alemanha em 1870 fez com que o povo francês novamente relembrasse da camponesa que se mostrou fiel e pronta para o combate para defender o seu rei e os seus ideais. Encontrar inspiração em figuras históricas como Joana pode ser o único resquício de esperança em momentos críticos como aqueles em que se está em guerra. 

Quando Joana d’Arc Conheceu o Rei Carlos VII

Joana era uma simples camponesa que pastorava nos campos do interior da França quando num dia ouviu vozes que logo se identificaram como sendo São Miguel e outras duas santas que tinha um recado para ela. Deus estava nomeando Joana como a pessoa que iria ajudar o Rei Carlos VII a expulsar os ingleses do território da França.

A moça que não era mais do que uma simples e frágil moça não teve dúvidas e partiu rumo a corte francesa para cumprir a missão que Deus lhe havia enviado. Nessa época não existiam meios de comunicação de maneira que apenas aqueles que já haviam sido apresentados ao rei podiam conhecer a sua fisionomia.

O rei aceitou receber Joana, mas querendo testar o fato dela ter alegado ter sido enviada por Deus se disfarçou como um dos nobres do séquito do rei e colocou outro homem com vestes de monarca no local central da sala do trono. Assim que Joana entrou na sala não titubeou e foi falar diretamente com o próprio Carlos VII que se encontrava disfarçado. 

O Comando do Exército Mais Poderoso da Terra

Após convencer o monarca que tinha uma missão enviada por Deus para cumprir Joana conseguiu que ele a colocasse a frente do exército da França que naquele momento podia ser considerado o mais poderoso da Terra. Embora fosse uma frágil camponesa Joana liderou o exército e praticamente empurrou todos os ingleses invasores para fora do território francês.

O Reino

Com a vitória obtida Joana perguntou ao monarca Carlos VII se lhe poderia pedir um ousado presente como recompensa e ele disse que sim. Joana então lhe pediu o reino da França e embora um tanto hesitante Carlos lavrou um documento em que passava os diretos de governo para a santa. Logo após o rei ter assinado o documento, Joana lavrou outro documento em que declarava que com o poder dado por Deus a ela passava novamente o governo da França para Carlos VII.

O objetivo desse jogo de cadeiras promovido por Joana era despertar no monarca novamente o desejo de ser rei e a realeza que lhe era presente, mas de maneira tão discreta que poderia passar despercebida, algo bastante ruim nessa fase tão difícil pela qual a França passava. 

A Prisão e a Execução de Joana d’Arc

A camponesa que havia passado por inúmeras glórias nas batalhas e fora delas com o seu estandarte azul e branco bordado com os nomes de Jesus e Maria foi traída por franceses inimigos do Rei Carlos VII quando a França estava próxima de expulsar os últimos ingleses de seu território. Por dinheiro esses franceses traidores prenderam Joana.

Deus havia prometido a Joana que sua morte somente ocorreria quando fosse os últimos ingleses fossem retirados do território francês. Entregue então a um bispo destituído de sua arquidiocese Joana foi queimada na fogueira da inquisição como bruxa. Joana morreu balbuciando “as vozes não mentiram”.

E realmente sua ajuda na luta foi tão grande que mesmo estando presa e sendo executada o exército inglês não ousou resistir a nova ofensiva do exército francês rendendo-se. Quando Joana morreu a França foi desocupada pelos ingleses. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Santos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.