Zeferino Gimenez Malla

O mundo é essencialmente religioso, estima-se que mais de 3 mil seitas e doutrinas religiosas estejam em atividade no momento no planeta, de onde se destacam três: o Cristianismo, o Islamismo e o Hinduísmo. Dessas três, o cristianismo é a maior, com um total de 2,2 bilhões de seguidores, ou 30% da população mundial. O Islamismo vem logo atrás, com 1,7 bilhões de seguidores; por fim, o Hinduísmo encabeça a terceira posição com pouco mais de 850 milhões de seguidores em todo o planeta.

Zeferino Gimenez Malla

Zeferino Gimenez Malla

O Cristianismo é a religião, como se soube, com o maior número de seguidores, divididos entre as suas variadas vertentes, nas quais três se destacam como sendo as maiores: O Catolicismo, o Protestantismo e a Igreja Ortodoxa, sendo a primeira delas a maior. Isso pode ser constatado com a importância que o Vaticano, sede da Igreja Católica Apostólica Romana, possui na sociedade desde os primeiros anos de sua fundação até os dias de hoje. Qualquer decisão tomada pelo Chefe do Estado do Vaticano e da Igreja Católica, o Papa, é motivo de notícia em todos os quatro cantos do planeta.

Apesar de todos as vertentes cristãs acreditarem na existência de um único Deus, as suas práticas religiosas variam entre si. No catolicismo, por exemplo, é comum nomear pessoas que, ao longo da história da Igreja, contribuíram de uma forma positiva para o crescimento dela durante os séculos. São os chamados santos e santas. Hoje, iremos falar sobre um deles: Zeferino Gimenez Malla. Aqui, você vai saber um pouco mais da história de vida dessa importante figura católica, bem como algumas informações bastante interessantes sobre ele.

A Vida de Zeferino

O camponês Zeferino Gimenez Malla nasceu no dia 26 de agosto do ano de 1861, na região da Catalunha, localizada na Espanha. Sua origem era cigana, pois seus pais faziam parte dessa cultura. Entre a comunidade cigana que vivia, Malla era conhecido como “El Pelé”.

A condição financeira de sua família nunca foi boa, e piorou quando seu pai resolveu deixar a prole e a esposa em busca de um enlace com outra mulher. Por conta desse “golpe” dado por seu pai, Zeferino teve de abdicar dos estudos para ajudar no sustento de casa, confeccionando cestas de vime para serem vendidas nas feiras e comércios locais.

O Casamento Com Teresa

Quando completou 20 anos, ainda ajudando no sustento de casa, Malla se mudou para a cidade de Barbastro. Chegando lá, se encantou por uma jovem que se chamava Teresa Gimenez Castro, casando com ela logo em seguida. No entanto, para o matrimônio, foram utilizadas tradições ciganas, em detrimento a ritos religiosos.

Ao se casarem, tentaram criar uma família.  Entretanto, depois de muito tentarem, constataram que não poderiam ter filhos. Para que pudessem constituir uma família, resolveram adotar uma criança. Optaram por uma menina, chamada Pepita, que era sobrinha de Teresa e resolveram educá-la utilizando os preceitos do amor e da fé cristã.

A Reviravolta na Vida de Zeferino

Como era um analfabeto, Malla viu como era difícil manter um emprego fixo, e, por isso, tentou buscar habilidades que poderiam te ajudar a sustentar sua família. Logo, percebeu que tinha muita facilidade em lidar com mulas e cavalos, passando a fazer seu ganha pão diário com essa atividade. Apesar de ser bem simples, era conhecido por ser muito bondoso e caridoso e essa qualidade lhe rendeu bons frutos.

Um dia, enquanto estava circulando por uma estrada que dava acesso à sua cidade, percebeu, em um canto dela, um homem tuberculoso que, num estágio bastante delicado da doença, estava expelindo sangue ao tossir. Percebeu, também, que muitas pessoas passavam e sequer chegavam perto do homem, não se compadecendo da situação dele. Malla, vendo aquilo, se compadeceu e resolveu levá-lo para sua casa e cuidar dele até que melhorasse. Logo depois que o homem se recuperou, ele revelou a Malla sua identidade, e surpresa: ele era um dos homens milionários mais conhecidos da região.

Pela bondade expressa por Malla, o homem ficou bastante tocado sentimentalmente, e resolveu gratificá-lo com um bom prêmio em dinheiro. A quantia doada foi o suficiente para fazer com que ele pudesse abrir um comércio pequeno para a sua subsistência. Sem esperar muita coisa, Malla viu seu negócio crescer rapidamente, o que o transformou num conhecido comerciante autônomo, seguindo sempre sua origem e tradição cigana.

Com o tempo, ele viu seu patrimônio crescer a ponto de transformá-lo em um homem rico. No entanto, apesar da riqueza, nunca deixou de ser caridoso e pregar a lealdade de Cristo às pessoas. Realizava pregações em aldeias ciganas pela região e, também, em locais públicos. Se tornando cada vez mais um cristão convicto, Zeferino era um grande devoto de Nossa Senhora, participando, diariamente, de missas e outros eventos religiosos. Tamanho foi o crescimento de sua fé na religião que, em 1912, resolveu oficializar sua união com Teresa, e, assim, viver intensamente a religião católica.

A Religiosidade de Zeferino

Depois de seu casamento, com o objetivo de ter mais eficiência e organização em sua vida religiosa, Zeferino resolveu se tornar confrade, e, assim, passou a ministrar catequeses e outras aulas voltadas para a pregação do Evangelho. Chamava a atenção o fato de Zeferino ser analfabeto e, mesmo assim, ministrar aulas de catequese e, ainda por cima, ter uma grande sabedoria sobre as coisas do cristianismo e da vida em geral.

Porém, em 1936, sua trajetória foi interrompida por conta da Guerra Civil Espanhola. Aos 75 anos, Zeferino foi preso por um grupo de anarquistas ao tentar libertar um sacerdote preso pelas mesmas forças. Julgado, foi condenado à morte por fuzilamento  e, no dia do seu calvário, olhou para o céu e deu um grito: “Viva Cristo Rei!” antes de ser morto pelas forças anarquistas. Em 1997, o então Papa João Paulo II, em uma missa ecumênica, elevou Malla ao posto de bem-aventurado, evento que levou milhares de ciganos até Roma.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.