Culto Religioso

A religião é um dos assuntos mais comentados no mundo, por conta de sua complexidade. Isso porque, o mundo é essencialmente religioso: Dados mostram que há mais de três mil religiões em atividade no planeta, sendo que nesse leque quase infinito destacam-se o Cristianismo, o Islamismo e o Hinduísmo.

O Cristianismo é, por sua vez, a maior religião do planeta, angariando entre as suas vertentes mais de 2,2 bilhões de pessoas, o que equivale a 31% da população mundial. Fundado pelas mãos de Jesus Cristo, que é considerado o Salvador da humanidade pelos cristãos, a religião cristã é dividida em várias vertentes, sendo as principais o Catolicismo, o Protestantismo e a Igreja Ortodoxa, sendo que a primeira delas é a que tem o maior número de seguidores, por ser a primeira vertente criada.

Não podemos nos esquecer, é claro, que o movimento protestante iniciado no final da idade média, juntamente com os outros sentimentos de mudança moldaram o hoje conhecido protestantismo, que viu em Martinho Lutero, um monge da Igreja Católica, um líder que promoveu tais reformas e culminou na fundação da vertente protestante.

Apesar da existência de várias religiões e vertentes, uma das coisas comuns entre elas é o culto, que é realizado de acordo com cada característica de religião. Mas, geralmente, possuem um só objetivo, que é celebrar todos os preceitos que fazem a importância da seita. E é sobre isso o assunto do nosso post de hoje. Aqui, você vai conhecer um pouco mais sobre a arte do culto, bem como algumas informações interessantes sobre o tema. Vamos lá?

O Culto Religioso

O culto religioso pode ser definido como um conjunto reunindo várias práticas e ritos que tem por objetivo exaltar uma entidade divina, ou celebrar o momento. No cristianismo, por exemplo, os cultos existem com o objetivo de adorar e glorificar a presença de Deus e de Jesus Cristo entre eles. Para isso, geralmente, se reúnem em templos, conhecidos como igrejas, para desempenhar o que eles chamam de “dever cristão”, que é de agradecer e pedir bênçãos a Deus. No entanto, não podemos nos esquecer de que, qualquer reunião de fiéis, com um propósito de adorar um ou mais entidades divinas, seja em uma casa ou até mesmo na rua, também pode ser considerado como “culto”.

Os Tipos de Culto

Apesar de muitos incluírem o termo “culto” para especificar qualquer relação de homenagem ou veneração a um personagem, existem vários tipos de culto, cada um com sua intenção específica.  Confira, a seguir, um pouco dos três tipos de culto existentes:

Culto Ecumênico

Os cultos ecumênicos têm um caráter religioso, com propósito de aproximar várias entidades religiosas e promover uma confraternização de cunho religioso entre elas. Geralmente, quando tal evento ocorre, é comum que um padre católico, um guia espírita e um pastor evangélico comandem a cerimônia, mostrando a todos que as religiões são tolerantes uma com as outras, e que todas estão reunidas em um único propósito: que é a pregação da paz e do amor no mundo por meio da religião, seja ela qual for.

O culto ecumênico também é bastante comum para celebrar datas especiais, como formaturas ou festas de fim de ano.

Culto ao Corpo

O culto ao corpo já tem uma diferença substancial ao culto ecumênico: ela não tem viés religioso, e serve para todas aquelas pessoas que são preocupadas com seus corpos, fazendo atividades para adequá-los cada vez mais aos “padrões” de beleza.

Esse culto, antes relegado somente às mulheres, atingiu o público masculino, que procura cada vez mais cuidar do seu corpo, praticando exercícios e se matriculando em academias. Vale observar que, em um período de 10 anos, a procura por estabelecimentos do tipo mais que triplicou, por conta das questões de saúde e de beleza.

Não é difícil comprovar tal teoria, já que é crescente o número de jovens que iniciam atividades na academia, em busca de um físico melhor e, também, por questões relacionados a saúde.

Uma dessas provas de culto ao corpo são os campeonatos de fisiculturistas, que buscam eleger os melhores atletas que dedicaram tempo e dinheiro para atingir altos níveis de músculos em seus corpos. Outro culto ao corpo são os desfiles de moda, onde as modelos, que sofrem uma intensa rotina para manter um corpo magro, desfilam usando modelitos considerados “tendência” na época.

Culto a Deus

O culto a Deus já tem uma relação mais próxima com o culto ecumênico, e tem por objetivo, como o próprio nome já diz, invocar e adorar o nome de Deus. Tal culto pode ser promovido tanto em grupo como individual. Em grupo, podem ser considerados culto a Deus as catequeses, os cursos de batismo ou novenas. Já o individual está relacionado à oração de um indivíduo a Deus, como em uma “conversa privativa”. As orações em silêncio a Deus também podem ser consideradas como culto.

Os Cultos Católicos e Protestantes

Os cultos católicos e protestantes possuem um objetivo em comum, que é a adoração divina. No entanto, existem diferenças uma das outras. Confira:

Culto Católico

Conhecido por “missa”, o culto católico tem início com cantos de entrada e, logo em seguida, um momento de reflexão, buscando o perdão pelos pecados cometidos. Logo após, são lidas leituras de passagens da Bíblia, com o salmo da semana sendo entoado por meio de música. Logo em seguida, é a vez do padre ler uma passagem e dissertar sobre ela.Logo após, são realizadas os ritos de comunhão, que é o corpo e o sangue de Cristo pelos católicos, onde, depois das bênçãos, é distribuído aos fiéis presentes na missa. Logo após, as bênçãos e considerações finais são realizadas.

Culto Protestante

O culto protestante é diferenciado do católico, começando pelo não uso de imagens de santos e de Jesus, por considerar que adorar tais imagens é um pecado aos olhos de Deus. Nos cultos, o pastor prega aos fiéis trechos da bíblia, e mostra a eles como enfrentar as peripécias da vida com a Fé em Deus. Não realizam a comunhão assim como os católicos, mas distribuem, em pequenos cálices, o que consideram ser o sangue de Jesus.

Uma das características do culto protestante é a exaltação por meio da música e do canto, que, muitas vezes, chega a ser bem alto e pode ser ouvido a metros de distância.

Embora sigam ideologias diferentes, todas as religiões devem pregar o respeito entre ambas, para que o amor, a solidariedade e a justiçam prevaleçam.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Eventos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.