Gente de Fé

Quando o assunto “fé” é colocado em cheque, vários são os debates que ocorrem entre aqueles que dizem ter fé em algo e entre as pessoas que consideram isso uma grande bobagem. Muitas pessoas assimilam fé com religião, sendo que, às vezes, a fé não está necessariamente ligada a nenhuma doutrina religiosa.

E, quando se refere ao termo “gente de fé”, muito se assimila com a preferência ou não da religião por parte da população. Geralmente, esse termo é utilizado quando a população de certa cidade, estado ou país são muito religiosos.

Nesse artigo você vai conhecer um pouco dos lugares onde a religião está mais em evidência atualmente. Além disso, iremos mostrar alguns fatos interessantes sobre a fé das pessoas. Vamos lá?

O Termo “Gente de Fé”

Como já explicitado no início desse artigo, “gente de fé” é relacionado geralmente com locais onde há uma grande concentração religiosa. O Brasil pode ser considerado como um exemplo, já que, por aqui, mais de 80% da população declara que possui uma religião; destes, 60% dizem que são adeptos do cristianismo católico.

Essa forte presença cristã católica no país pode ser evidenciada com a presença, no país, do maior templo dedicado à Maria, que é uma figura religiosa bastante respeitada no meio católico: A Basílica Nacional de Aparecida, localizada em Aparecida do Norte, interior do estado de São Paulo.

Também não pode se desprezar, é claro, que o número de pessoas que são adeptas de outras religiões também cresce assustadoramente no país. Dados indicam que o protestantismo, que também é cristão, é a segunda religião que mais possui devotos no país, seguidos de outras doutrinas e seitas. 

Por conta dessa bonança religiosa, o termo “gente de fé” pode ser muito bem encaixado no Brasil. Isso porque várias são as celebrações e comemorações feitas pela população com o intuito de homenagear alguma figura religiosa, como Jesus (na festa do Natal e na festa da Páscoa), homenagem a algum santo ou à virgem Maria (por exemplo, dia 13 de Maio é o dia litúrgico festivo a Nossa Senhora de Fátima). Não se pode esquecer, também, das festas realizadas por outras religiões.

Comumente, são exibidas reportagens na televisão mostrando um pouco mais da cultura religiosa do Brasil, o povo que é ardorosamente fiel aos princípios religiosos, e os seus costumes em festas em homenagem a alguma entidade religiosa. No caso dos católicos, por exemplo, o dia litúrgico que indica a homenagem a algum santo é uma data de festa. São organizados comes e bebes, bingos, brincadeiras e confraternizações com o intuito de celebrar a importância da data para a comunidade, reunir a população em um ambiente saudável e ainda, de quebra, angariar fundos para que a Igreja responsável pela festa continue mantendo as suas atividades vitais.

Mas, como já dito, não é só o Brasil que pode ter a alcunha de “gente de fé”. Confira, a seguir, alguns outros países que também possuem a fé como motriz de suas ações. 

Os Países Mais Religiosos do Mundo

Segundo uma pesquisa realizada no ano de 2015, cerca de 70% da população mundial declarava ter uma religião, contra 11% que argumentava não seguir nenhuma doutrina ou não acreditar em Deus, os ateus. A pesquisa mostrou, ainda, que as pessoas mais religiosas concentravam-se na faixa mais jovem (até 34 anos de idade).  Em se tratando de classe social, 50% da classe média entrevistada dizia que era religiosa, e, entre os mais pobres, tal índice subiu para 70%.

Os países com maior teor religioso existente no mundo hoje são:

Tailândia: Localizada na porção oriente do planeta, o país é o mais religioso de todo o mundo: 94% dos entrevistados segue alguma religião ou acredita em alguma divindade superior. Apenas 1% se declara ateu, 1% declara que não segue qualquer religião e os 4% restantes são indefinidos. 

Armênia: Segundo país com maior concentração religiosa, a Armênia apresenta números quase que idênticos ao país acima citado: 93% dos entrevistados afirmam, convictamente, que segue alguma religião ou doutrina religiosa. 3% dizem que não possuem qualquer religião. 2% dizem que não acreditam em Deus e não seguem uma religião, e 2% não quiseram responder ou não sabiam, de fato.

Bangladesh: 93% dos entrevistados de Bangladesh afirmaram que pertencia a alguma religião. 5% declararam que não tinham qualquer religião em específico. 1% não quis opinar ou não sabia, e o índice de pessoas que se declararam ateus foi nulo, ou seja, 0%.

Geórgia: Tendo o mesmo nome de um dos estados dos Estados Unidos, na América, a Geórgia é um país localizado entre a Ásia e a Europa. Assim como a Armênia e Bangladesh, 93% dos entrevistados disseram seguir alguma doutrina religiosa. Desses, 6% disseram que não seguiam a qualquer tipo de religião, enquanto 1% se declarou ateu, o índice de pessoas que não sabiam ou não quiseram responder a enquete também foi nulo, ou seja, 0%. 

Marrocos: País africano, também tem uma grande porcentagem de religiosos: 93% dizem serem adeptos de algum movimento religioso. 4% se declaram serem indiferentes a religiões, enquanto 1% se declarou totalmente ateu. 2% dos entrevistados não souberam opinar sobre o tema ou simplesmente preferiram abster-se de responder.

Fiji: Pequeno país asiático, em que 92% dos entrevistados se declararam religiosos. Desses, 6% disseram não crer em nenhuma religião; 1% declarou-se ateu e os outros 1% restantes não souberam opinar ou não quiseram responder.

Além desses países mencionados anteriormente, existem vários outros países que possuem um grande apego pela religião. Um exemplo é os Estados Unidos, que possui como religião oficial o protestantismo, já que ela esta resguardada na constituição do país.

Uma diferença é que o Brasil, apesar de ser um grande polo religioso, não possui qualquer religião oficial, sendo considerado um estado laico, ou seja, que permite a liberdade de todos para expressarem os seus anseios religiosos de qualquer espécie. No entanto, vários são os movimentos religiosos que correm na política do país, com o aval de alguns e, também, a contragosto de muitas outras pessoas. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Religiosidades

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.