Wahhabismo

Hoje, em todo o mundo, tem havido uma onda de movimentos radicais e terrorismo, cuja origem costuma ser o Wahhabismo. O que é este movimento e como ele se espalhou por todo o mundo muçulmano, e agora o mundo ocidental? Quais são as suas diferenças ideológicas com o Islã tradicional? O que pode ser feito para diminuir o poder desses movimentos em estados vulneráveis, tais como os da Ásia Central e do Cáucaso?

O islã tradicional vê a religião como um pacto entre o homem e Deus e, portanto, o domínio da espiritualidade. Nesta crença, não pode haver compulsão ou força usada em nome da religião. Desde o tempo do Profeta Muhammad, a paz e a tolerância foram praticadas entre os diferentes grupos religiosos, no que diz respeito a distinções em crença. Contrariamente a isto, a ideologia Wahhabi prega que a fé não é necessariamente uma opção e, às vezes, as pessoas são forçadas a seguir o que ela prega.

Origens do Movimento Wahhabi

As origens de quase todos os movimentos extremistas islâmicos do século 20 se encontram em uma nova teologia e ideologia islâmica desenvolvidas nos séculos 18 e 19 em áreas tribais da Península Arábica Oriental. A fonte desta nova corrente de pensamento foi um erudito muçulmano chamado Muhammad Ibn Abd-al Wahhab, daí vem o nome “wahabismo”.

A premissa desta nova ideologia foi criada sob o disfarce de “reviver os verdadeiros princípios do Islã” e proteger o conceito de monoteísmo. A marca de purificação do Islã de Ibn Abd al-Wahhab consistiu em proibir muitos atos tradicionalmente aceitos nos cultos, incluindo a reverência da pessoa do Profeta Muhammad. Ele encorajou seus seguidores a interpretar os livros sagrados e agir com acordo com as suas interpretações particulares. Ou seja, se alguém acredita que o livro sagrado diz que se deve agir com violência, assim os seguidores do Wahhabismo devem fazer.

Qualquer um que não professasse a esta nova ideologia era considerado fora do reino do Islã. Essas pessoas eram mortas e suas riquezas confiscadas. Desta forma, ele foi capaz de garantir um significativo número de seguidores cujo legado continua de uma forma ou outra, até hoje.

O Wahhabismo Hoje

Com o tempo, as ideias de Ibn Wahhab se espalharam, sendo debatidas, e, por vezes, apoiadas. A luta seguiu entre a firmeza ortodoxa do Império Otomano e as tribos Wahhabi. Os wahabitas foram perdendo força, até que ocorreu o desmantelamento do Império Otomano em 1920 e a dissolução de sua influência. Então, os wahabitas foram capazes de restabelecer as suas crenças e fazer valer a sua influência sobre os muçulmanos da Península.

Gradualmente, a partir de 1920 até hoje, eles passaram a ser aceitos, juntamente com sua nova ideologia no Islã, cuja característica essencial são as visões extremas e suas interpretações, em contraste com o tradicional islamismo sunita. Vindo sob o pretexto de uma reforma da religião, o movimento ganhou força nas últimas três décadas com o apoio de uma série de indivíduos influentes. Como ele cresceu, o movimento acabou se dividindo, e, como resultado, surgiram os diversos grupos extremistas que conhecemos hoje.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Religiões

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.