Livros de Religião

A Religião é um assunto que rende muita polêmica no mundo atual. Isso por que as doutrinas são várias (existem mais de três mil delas no planeta atualmente) e muitas entram em conflitos entre si por conta das tradições impostas por cada religião.

Felizmente, as religiões têm trabalhado sempre em conjunto para que prevalecesse a paz entre todas elas, para que esteja sempre claro aos fiéis que sempre existe espaço para cada um expressar a sua fé à sua maneira. Para que isso aconteça de fato, vários são os congressos organizados pelas religiões a fim de debater sobre as religiões e selar acordos de paz entre elas.

Como a religião ainda fascina e intriga muita gente, vários são os livros lançados para explicar ainda mais sobre uma determinada doutrina ou seita, ou, também, para provocar a reflexão sobre os mais diversos assuntos ligados à Religião. Nesse artigo, você vai conferir alguns dos títulos mais conhecidos que tratam de assuntos religiosos, bem como seus respectivos autores. Vamos lá?

A Religião

A Religião é pautada como uma doutrina a ser seguida por um fiel, por se identificar com os seus desígnios e regras. Por exemplo, uma pessoa segue a Igreja Católica por acreditar em seus ideais, como a existência de Deus e a de Jesus Cristo, e a veneração de imagens que remetem a Virgem Maria e as pessoas que, com a sua fé, foram cristãos exemplares (os chamados santos, como a Santa Rita de Cassia, por exeplo). Já o fiel que segue a Igreja Protestante tem convicções que divergem um pouco da católica, mas se assemelham em um ponto, que é a supremacia de Deus sobre todas as coisas, e que Jesus Cristo é o mediador dos homens e de Deus.

Devemos destacar, também, que não são todas as religiões que colocam Deus no centro de tudo e de todos. Muitas seitas aceitam a existência não apenas de um Deus, mas de vários, que estão intimamente ligados com os eventos e fenômenos naturais que ocorrem na Terra (como o Deus Sol, o Deus Água, etc). 

Ainda há outros que não têm um Deus, mas sim um líder, que é seguido por conta de seus sábios ensinamentos. É o caso do budismo, que tem Buda como o centro da religião.

Religião, portanto, pode ser definida como um conglomerado de princípios, costumes e valores, sendo geralmente todos eles sacros.  Os seus fundamentos podem vir tanto de uma corrente filosófica, quanto de um arquivo ou documento sagrado, como a Bíblia, que é o livro mais consumido nos quatro cantos do planeta.

Pode-se dizer, também, que a religião é uma palavra que significa a presença de forma frequente em alguma coisa. Por exemplo, se uma pessoa ama ir à academia, é como se isso fosse a sua religião (no sentido figurado, claro). 

Os Livros que Tratam do Assunto Religião

Pela grande importância que o assunto religião sempre teve perante a sociedade, vários livros, alguns com teor crítico, foram lançados pelo mundo afora com o intuito que pode ser tanto de informar, quanto de questionar e/ou criticar alguma religião ou posição adotada pela mesma. Confira, a seguir, alguns títulos e seus respectivos autores.

O Código da Vinci

De autoria de Dan Brown, famoso escritor estadunidense, o Código da Vinci causou enorme furor à época do seu lançamento, e até hoje a obra gera polêmica. O seu enredo se desenrola sobre o questionamento da divindade de Jesus Cristo, bem como algumas polêmicas que envolvem à Bíblia e organizações católicas conservadoras presentes no Vaticano.

Dentre essas, o fato citado no livro de que Jesus Cristo, talvez, tivesse como esposa Maria Madalena, despertou a crítica de vários religiosos e teólogos no mundo todo, que argumentam que o livro deve ser considerado “ficcional e apenas isso”, pois o Jesus representado pelo escritor em sua obra, nada tem a ver com a figura divina de Jesus Cristo presente na Bíblia. 

O furor com o livro foi tanto que ele chegou a ser retratado no cinema. “O Código da Vinci” foi lançado no ano de 2006, tendo Tom Hanks e Audrey Tautou como protagonistas. Os direitos do livro para transformação em filme custaram mais de 6 milhões de dólares, algo em torno de 24 milhões de reais se convertidos para a cotação do dólar de hoje.

O Leviatã

Escrito por Thomas Hobbes no longínquo ano de 1651, O Leviatã é outra clássica obra de teor religioso, mas com uns aspectos políticos. Nele, Hobbes fala sobre a organização da sociedade e a presença de um governo único e forte. O título do livro é relacionado ao Leviatã de origem bíblica, fazendo uma clara referência ao personagem.

O livro mostra que a sociedade estaria sempre evoluindo se um governo centrado e com poder ocupasse o cargo, acabando, assim, com as guerras e o caos de ordem civil.  Diz ainda que tais acontecimentos são obras da natureza, ou seja, são fenômenos naturais que ocorrem na sociedade em geral. 

A Bíblia Não Tinha Razão

Livro este escrito no início do século XXI – 2001, no caso – “The Bible Unearthed: Archaeology’s New Vision of Ancient Israel and the Origin of Its Sacred Texts” que é o nome original de “A Bíblia Não Tinha Razão”. Os autores, Israel Finkelstein e Neil Absher, procuraram expor em sua obra que a Bíblia não tem razão sobre os acontecimentos nela escritos.  Ou seja, assuntos que vão desde o nascimento de Jesus até mesmo sobre a profissão de José, seu pai, são colocados em cheque pela obra desses dois autores de origem estadunidense.

Os livros contidos na bíblia (que são mais de setenta volumes) são analisados passo a passo, a fim de se descobrir pistas para determinar qual fase e em qual narrativa tal acontecimento descrito no livro realmente aconteceu. Ainda diz respeito a vários volumes encontrados na bíblia que possam ter sido escritos a muito mais tempo do que se imaginava.

Esses são apenas três dos infinitos livros que tratam sobre o tema religião que podem ser encontrados em livrarias. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Religiões

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.