Iazdânismo

Embora o termo Iazdânismo seja moderno a religião a que é atribuído é antiga remontando a um período precedente a islamização. Essa religião de caráter monoteísta também pode ser conhecida como Culto dos Anjos e era praticada pelos curdos antes da difusão do Islã durante a Idade Média.

Embora seja monoteísta essa religião acredita que existem 7 anjos cuja responsabilidade é proteger a Terra de 7 seres que desejam causar o mal. Mesmo tendo sido bastante reduzida essa religião ainda faz parte da vida de cerca de 1/3 dos habitantes do Curdistão. Na religião Bahá’í os iazdanitas são chamados de Sabeus.

Curiosidades Sobre o Iazdânismo

Reencarnação

Uma das principais crenças do Iazdânismo era de que existia reencarnação.

Nome

Como citamos no começo do artigo o termo Iazdânismo é moderno para se referir a essa religião. Não se sabe exatamente qual era o seu nome na época em que era predominante na região do Curdistão, no entanto, há referência de nomenclaturas como Hâk ou Haq. Esse era o nome dado a principal divindade cultuada pelos iazdanitas que possuía o caráter de espírito universal.

Interação com o Zoroastrianismo

Há diversos resquícios que demonstram interação entre o Zoroastrianismo e o Iazdânismo. Para quem não conhece Zoroastrianismo é uma religião fundada no antigo território da Pérsia através das crenças do profeta Zaratustra que também era chamado de Zoroastro. Alguns pontos dessa religião são comuns a outras crenças como a existências de seres malignos (demônios), ressureição, reencarnação, a chegada de um messias entre outros.

Iazdânismo e suas Divisões

A religião do Iazdânismo possui três divisões marcadas que são: Alevismo, Yarsanismo e Yazidi. Conheça um pouco melhor cada uma das divisões do Iazdânismo abaixo.

Alevismo

Trata-se da vertente do Iazdânismo que tem presença mais forte na região ocidental do Curdistão, costa da Síria e Turquia. Conceitualmente é um ramo do islã xiita que possui influências da religião pré-islâmica. A nomenclatura deriva do nome do genro de Maomé, Ali ibn Abi Talib (Ali). Para alguns estudiosos a palavra na verdade seria uma derivação de Halav ou Hilav que em turco significa chama.

Yarsanismo

Essa corrente do Iazdânismo também se configura numa religião de raiz muçulmana cujo fundador foi Sultan Sahak no final do século XIV no território do Curdistão. A maior parte dos seguidores dessa vertente encontra-se no Irã Ocidental.

Yazidi (ou Iezidi)

A corrente que mais se aproxima do Iazdânismo original com fortes influências do Zoroastrismo além de outras religiões da Mesopotâmia. A concentração dos seguidores dessa religião é na parte central do Curdistão.

Mas, Afinal Iazdânismo Existe?

A ideia do Iazdânismo como sendo uma religião que já existia antes do Islã é contestada por estudiosos. Para alguns essa religião é na verdade uma tentativa de distanciar a religião praticada no Curdistão do Islã, conferindo-lhe assim um sentimento de nacionalidade e pertencimento.

Os contestadores alegam que não existem comprovações de que esse culto dos anjos realmente era praticado antes da Idade Média e nem que sejam essas crenças que resultaram no Iazdânismo. Não há provas para sustentar a teoria de que as vertentes atuais são na verdade braços do culto dos anjos.

Os estudiosos com postura mais ferrenha nesse tema chegam a denominar como absurda a afirmação de que o Iazdânismo é uma religião que não tem sua origem no islamismo, alegando que não existe base para dizer que ela é mais antiga.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Religiões

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.